Materiais

Análise: Funções úteis | Kindle Parte 1

Hoje eu vou começar minha série de análises da utilização do Kindle como Ferramenta de estudos da língua japonesa. Eu vi muitas recomendações do dispositivo para o estudo em sites e fóruns estrangeiros, porém depois de testar no android e windows eu comecei a perceber que nem tudo são flores, ao menos de primeira…

Como fazer justiça as formas gerais de estudo e materiais disponíveis é um pouco complicado, decidi que seria melhor dividir esta matéria em partes.

Principais diferenças de região

Uma das funções mais elogiadas do Kindle para o estudo é a disposição de um dicionário, porém nós temos um dicionário 100% japonês, que pode ser ótimo para pessoas que já estão um pouco mais avançadas em かん (talvez até o sexto ano fundamental).

Por outro lado dicionário de japonês para outras línguas só esta disponível do japonês para o inglês, o que significa que estudantes brasileiros que não tem o conhecimento da língua podem ter dificuldade.

Fora isso temos a questão de acesso a conteúdo, na Amazon do japão temos uma grande quantidade de títulos muito bem conhecidos a disposição em formato digital no Kindle, porém a loja japonesa tem grandes travas de região em relação a livros digitais, primeiro seu dispositivo deve estar configurado apenas para aquela loja, em seguida você precisa de um endereço japonês, e eles limitam seu número de compra enquanto você esta fora do Japão. Então mesmo com um endereço japonês você pode ficar sem conseguir comprar novos livros.

No Brasil temos diversos títulos, sejam mais clássicos, versões japonesas de títulos internacionais, e títulos menores e/ou que já tinham um foco digital no Japão. O que limita um pouco nossas opções do que ler.

 

Principal problema em relação as recomendações.

Muitas pessoas recomendam o kindle para leitura, junto a uma quantidade de livros clássicos que podem ser encontrados bem baratos, ou até mesmo grátis na Amazon.

Um grande problema destas recomendações, é que elas se disfarçam de um material básico para quem esta começando a aprender, mas requer um prévio conhecimento de かん (como disse, a maior parte dos livros precisam de かん de ate 6º ano).

Provavelmente existem títulos mais focados em crianças que estão iniciando os estudos, mas parece haver um tipo de preconceito com a ideia de consumir material dedicado a crianças, portanto é relativamente difícil encontrar recomendações deles.

Boa parte recomenda muito o uso do dicionário e funções de tradução, sim, é verdade que são funções muito uteis para seu aprendizado, mas elas não chamam atenção para tomar o cuidado de não se tornar muito dependente delas, ter um acesso muito fácil e rápido a informações pode atrapalhar seu aprendizado se por absolutamente qualquer motivo você simplesmente procurar, e não se der ao trabalho de estudar e aprender aquilo de verdade.

 

Funções úteis

Além dos dicionários que já falei sobre, se estiver conectado a internet, você tem a opção de traduzir frases, e até mesmo buscar informações na Wikipédia.

Além disso existe uma opção de flashcards, geralmente quando você utiliza o dicionário para buscar uma palavra, o dispositivo automaticamente adiciona a palavra a um menu de flashcards onde você pode consultar todas as palavras e significados, para aprender… Mas vale lembrar, os significados são com base nos dicionários, logo, Japonês para Japonês, ou Japonês para Inglês.

Também temos uma função simples, mas que pode ser útil em qualquer tipo de estudo, que é: Fazer notas, e marcações.

O Kindle permite que você crie notas e faça marcações em seus textos, o que pode ser útil para pesquisas, estudos, e memorizações em geral.

 

Transferindo arquivos

O que muitas pessoas parecem não saber é que existem varias formas de transferir livros que não são originalmente do Amazon para o dispositivo.

Estes arquivos podem se livros comprados em outras distribuidoras que não possuam DRM, ou até mesmo PDFs de materiais encontrados na internet.

É muito recomendado que os arquivos utilizados estejam em formato “.mobi”, e vale lembrar que funções de seleção de texto (como dicionário, traduções, etc…) só funcionam em arquivos que tenham formato de texto, muitos quadrinhos como os distribuídos pelos pacotes da Humble Bundle, e inclusive alguns títulos na própria Amazon são renderizados como imagem, logo nenhum dessas funções funciona.

A minha grande recomendação para transferência e conversão de arquivos é utilizar o programa para computador Calibre este é um programa que te ajuda a organizar sua biblioteca digital em seu computador, assim como converter arquivos e transferir para dispositivos. A questão de transferência é extremamente fácil, basicamente você arrasta um arquivo para ele, seleciona e manda transferir. A questão de conversão pode ser um pouco mais complexa existem varias opções, mas geralmente eu escolho o meu dispositivo e uso as opções padrão.

A Amazon também tem um programa próprio para este tipo de função porém eu acho ele muito inferior ao Calibre, e se for para utilizar um computador, eu recomendaria ficar com a experiência mais completa.

Para finalizar a Amazon também disponibiliza uma função de adicionar livros a sua conta por e-mail, alguns sites que disponibilizam livros sem DRM já possuem um sistema de transferir os arquivos diretamente pro dispositivo por e-mail, porém você pode fazer isso pessoalmente também. Acesse este tutorial da Amazon para saber mais sobre a transferência por e-mail. Vale lembrar que você tem a opção de fazer uma conversão automática de PDF para formato de texto, ou manter seu PDF em formato original.

 

Motivos para transferir

Algumas pessoas devem estar se perguntando, qual a utilidade… e na verdade isso vai de seu interesse. Por exemplo, vocês podem transferir para o formato digital os materiais de estudo que eu publiquei no blog. O Material de gramática e o material de dialogo estão atualmente em meu dispositivo, mesmo que eu tenha eles impressos pois é minha forma preferida para estudos, o Kindle me da um acesso rápido e de qualquer lugar.

Também entra para aqueles que realmente querem conhecer a literatura japonesa, como comentei anteriormente, nossa Amazon não tem tantos títulos assim, e alguns títulos que são grátis em outros países (inclusive títulos que já são considerados public domain são pagos pelas taxas de “administração” de quem decidiu publicar por aqui.)

Existem projetos como o Aozora Bunko que visam reunir e disponibilizar a maior biblioteca digital japonesa possível, eles lutam pela facilidade dos livros caírem no domínio público após a morte do autor, e pela liberação ao domínio publico de livros que estão com seus direitos restritos a muito tempo por questões judiciais… Infelizmente atualmente eles não fornecem livros em formato do Kindle (A maioria apenas em TXT ou XHTML, alguns poucos em EBK) porém existem ferramentas para a conversão, que são bem simples de usar. Mas não se preocupem com isso agora, futuramente eu vou falar mais disso aqui.

 

Conclusão da primeira parte

O Kindle se prova uma boa ferramenta, porém o auxílio para aqueles que realmente estão no inicio de seus estudos não é dos melhores, e pode ser difícil esbarrar em algum livro que realmente seja fácil de ler. Lembrando que o suporte ao português não é completo, e se você não tiver algum conhecimento da língua inglesa algumas das funções e ferramentas podem não ter utilidade para você.

Fiquem ligados que futuramente voltarei a compartilhar meus progressos com este dispositivo incrível.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: